Consequências do Aborto

Consequências do aborto, um mal que vem para o bem? Ou você acredita que nenhum ato mal pode gerar uma consequência boa?

consequências do aborto

      Muito tem se discutido com relação ao aborto onde grande repercussão foi dada nas eleições presidenciais. Nas ruas uns dizem que a mulher tem a liberdade para fazer o que quiser com o seu corpo, outros já dizem que o feto não é extensão do corpo da mulher e sim uma vida a parte. E afinal, quais as consequências do aborto.

aborto

     Acontece que algum tempo atrás, escrevi um post sobre o aborto induzido e para minha surpresa é esse post que tem gerado o maior número de visitas para meu blog. Não sou a favor do aborto, por considerar que no ventre da mãe já existe uma vida, criada por Deus e que não tem culpa de nada que está ocorrendo ao seu redor. Já ouvi dizer que a legalização do aborto é um caso de saúde pública, pois se gasta muito mais dinheiro público tratando mulheres submetidas a aborto clandestino do que fazendo o próprio aborto com segurança em um hospital.

Consequências do Aborto

 

     Não acredito que as mulheres que fazem aborto o fizeram por vontade própria, mas sim por uma pressão externa, da família, do possível pai, etc, gerando uma enorme ferida psicológica onde será gasto muito mais recursos públicos para tratar essa mulher pelo resto de sua vida.

     Deixo um vídeo abaixo que achei muito interessante onde demonstra os danos e consequências do aborto.

     Deixe suas críticas da forma mais sincera possível e respeite a opinião alheia. Expressar ideias, sentimentos e experiências de vida nos enriquece.  Somos seres em constante transformação e sempre é possível a mudança de opinião no decorrer de nossa caminhada.

      Desde já agradeço a todas as opiniões deixadas aqui nesse post como também no outro post que fala sobre Como Funciona o Aborto Induzido.

Como funciona a remoção de tatuagens

Remoção de tatuagens

Remoção de tatuagens
E agora? Enjoei daquela tatuagem que fiz na minha adolescência, onde eu estava com a cabeça de ter feito isso?

Tem vezes que nos arrependemos de decisões tomadas no passado, principalmente em situações de rebeldia na adolescência, como por exemplo fazer uma tatuagem.

E como sempre pagamos por nossas decisões, não é diferente de uma tatuagem. É muito mais caro e demorado a Remoção de tatuagens do que fazê-las.

Alguns anos atrás utilizava-se técnicas de raspagem, enxerto de pele, etc, que removiam a tatuagem mas deixavam uma grande cicatriz no lugar, o que dava praticamente no mesmo.

Hoje o processo de Remoção de tatuagens é feito utilizando laser.

Remoção de Tatuagens com Laser.

Remoção de tatuagens

Da mesma forma como existem lugares bons e ruins para fazer uma tatuagem , também existem clínicas boas e clínicas ruins para removê-las.

O processo de remoção a lazer funciona em seções de 15 a 30 minutos, sendo necessário de 6 a 15 seções, com um intervalo de 1 mês entre cada uma. O processo é semelhante a um pealing para rejuvenescer a pele. Só que dependendo da profundidade do pigmento da tatuagem pode ser mais doloroso e necessitar de mais sessões.

Isso quer dizer que a meia hora gasta para fazer uma tatuagem pequena, você irá levar quase um ano para removê-la, além de custar em torno de 60 reais por 2 centímetros quadrados removidos.

Isso tudo além de cuidados como pomadas, protetores solar, entre outros.

Mesmo utilizando a tecnica de remoção de Tatuagens a laser, pode ocorrer algumas manchas no local. Pequeas cicatrizes ou o escurecimento da pele.

Se você quer ter aquela pele bumbum de nenê após remover uma tatuagem pode esquecer. Melhor pensar bem antes de fazer.

Aconselha-se fazer uma outra tatuagem sobre a antiga que foi removida. Dessa forma se economiza com o número de sessões, pois ela não precisa ser apagada definitivamente mas levemente clareada.

Dizem que o pigmento mais difícil de se retirar é o vermelho, então pense bem antes de fazer sua tatuagem para não se arrepender depois.

Leia mais sobre remoção de tatuagem.

O que é e como funciona o aborto induzido

O Aborto induzido atualmente no Brasil é considerado crime, salvo casos de estupro, risco de morte da mãe e anencefalia.

O que é e como funciona o aborto induzido

     Aproveitando o momento de grande discussão, venho aqui no blog deixar de certa forma nas entrelinhas, minha opinião sobre o assunto. Utilizando para isso a proposta do site que é: Como Funciona o aborto induzido.

     Como Funciona o Aborto Induzido

O chamado aborto induzido ou aborto provocado, é feito utilizando-se procedimentos cirúrgicos ou então químicos. Variando conforme o tempo de vida do feto.

O aborto químico ocorre pela ingestão de medicamentos provocando a expulsão do embrião. Esses medicamentos para realizar o aborto induzido dificilmente são encontrados na internet por motivos óbvios. Realizando uma busca mais criteriosa ou até mesmo navegando na DeepWeb você poderá encontrá-los.

   Por ser crime e também ir contra os nossos princípios esse site não recomenda e nem ensina como adquirir tais medicamentos.

      Esses medicamentos para induzir o aborto são baseados em uma grande quantidade de hormônios o que pode resultar em grandes problemas futuros para a mulher. Como por exemplo um câncer.

 

     Não funcionando o aborto por medicamentos é feito a aspiração do útero a fim de retirar o feto, ou os restos que sobraram.

     Outra forma, isso quando o feto já tiver um pouco maior, é a curetagem. Que consiste em introduzir um aparelho cirúrgico no útero cortando o feto em pedaços, sendo retirado um a um.

    Esse procedimento faz com que o médico tenha que montar os pedaços do feto do lado de fora para garantir que não ficou nenhum pedaço na interior da mãe, com o risco de causar graves infecções.

     Consequências do Aborto

     Existem pesquisas dizendo que o feto sente dor a partir da sétima semana de vida, o que tornaria o aborto um ato sofrido.

    Assim como também outras pesquisas afirmam que o cérebro ainda não está completamente formado para que o feto tenha essa sensação de dor.

      Eu acredito que muitas mães sabem o que seus filhos sentem dentro de seu próprio ventre.

      Deixe sua opinião sobre o assunto.

Como funciona uma usina nuclear

Usina nuclear

usina nuclear

Muito se fala nos riscos que existem na produção de energia elétrica utilizando usinas nucleares, mas muito foi apreendido com acidentes como de Chernobyl, que é o mais conhecido. E de lá para cá a tecnologia tem sido muito aprimorada.

Usina Nuclear – Funcionamento

Primeiramente, o funcionamento de uma usina nuclear parte do princípio do fissão nuclear, o mesmo princípio utilizado na bomba atômica, mas em uma escala muito reduzida.

A fissão nuclear é o rompimento de um núcleo bombardeado por um neutron e nesse rompimento é gerado uma grande energia e mais neutrons que vão se colidindo e rompendo outros nucleos, o que mantém o processo. A diferença de uma usina nuclear e uma bomba é que em uma usina, esse processo da fissão nuclear é controlada de forma que se mantenha estável e em uma bomba esse processo é criado para que se torne instável, ocasionando a explosão.

No processo da fissão nuclear, também é liberado raios gama que é a radiação, por isso a grande preocupação com a contaminação.

A fissão nuclear em uma usina serve unicamente para ferver água e que após a água fervida o vapor move uma turbina para gerar a energia elétrica, da mesma forma como uma usina termoelétrica que utiliza carvão ou gás natural.

Esse vapor da água que é aquecida pelo reator é contaminado pelos raios gama, por isso ele não é utilizado diretamente para movimentar as turbinas, mas passa por fora de uma serpentina para ferver outra água de dentro dessa mesma serpentina. Por isso aquele vapor que enxergamos pela chaminé de uma usina não está contaminado, pois ele é proveniente dessa outra água que está limpa.

A usina de Chernobil teve seu acidente, pois não possuía muitos sistemas de contenção da radiação e segurança, hoje as usinas já estão muito evoluídas nesse sentido, mas que não deixam de possuir riscos, principalmente no transporte e descarte do material radioativo.

Deixe seu comentário.

Para que servem as nossas unhas

 Unhas, para que servem, alguém já se perguntou?

Apenas para roer, aparar e cuidar?

para que servem as nossas unhas

Assim como muitos animais, que possuem garras, o ser humano possui unhas. Tá certo que tem gente que também tem garras nas mãos, mas daí é outra história.

Praticamente todos os animais terrestres possuem unhas, algumas maiores, outras menores, mais pontudas ou mais curtas.

Elas variam conforme os hábitos de cada espécie, alguns a utilizam para subir em árvores, cavar buracos, encontrar alimentos, se defender e para caçar, como exemplo os leões.

para que servem as nossas unhas

 

E nós humanos para que servem as nossas unhas?

Da mesma forma como os animais possuem suas garras conforme seus hábitos, nós humanos também possuímos as nossas unhas conforme os nossos hábitos. Elas nos são úteis para proteger a ponta dos dedos e nos dar maior precisão nos movimentos. Imagine você ter que segurar alguma coisa com certa força, utilizando as pontas dos dedos sem unhas? A pele simplesmente iria escorregar e você não teria a precisão necessária.

para que servem as nossas unhas

Quem utiliza muito dessa propriedade da unha como descrito anteriormente são os escaladores, que precisam segurar em pequenas fendas ou pequenos anteparos e sem a unha eles não teriam a força e a precisão necessária para suportar o seu peso na ponta dos dedos.

Um pouco de História

Historicamente encontramos manuscritos da dinastia Chinesa, 3.000 anos AC, que descrevem o costume de pintar as unhas. As cores eram utilizadas conforme a classe social. O vermelho e o preto eram exclusivos da realeza e eram utilizados tanto por homens como por mulheres.

No antigo Egito, o costume de pintar as unhas era relacionado somente as mulheres, que mergulhavam os dedos em tintura de henna. Da mesma forma, como uma segregação social, as classes menos favorecidas só eram autorizadas a pintar as unhas com tons mais claros.

Os indianos e povos do oriente também usavam a henna para decorar as mãos e pés com o objetivo de demonstrar fertilidade ou em rituais eróticos.

Em 1892 surgiram os primeiros salões de manicure na Europa e somente na década de 20, os brasileiros influenciados pelos europeus, começam a ter o hábito de fazer as unhas nos salões de beleza.

Na década de 50 esses serviços se tornaram mais populares e o hábito de pintar as unhas hoje é normal e acessível a todas as pessoas.

Deixe sua opinião.